Câmara discute medidas para a segurança pública do município

Câmara discute medidas para a segurança pública do município

crédito: Rodrigo Palassi

Os parlamentares se reuniram hoje (18/01) com autoridades policiais da cidade para discutir a segurança pública de Cubatão, alvo de muitas reclamações da população. O presidente da Câmara, Rodrigo Alemão (PSDB), entregou um manifesto, assinado por todos os representantes do Legislativo, que pede, entre outros itens, celeridade nas investigações sobre a tentativa de homicídio sofrida pelo vereador Marcinho (PSB), ocorrida em novembro do ano passado.

Marcinho, que foi atingido por três tiros em frente a sua residência na Vila Natal, disse que teve que mudar completamente sua rotina cotidiana por conta da sensação de insegurança. O parlamentar, que faz trabalho pastoral na Igreja Católica, afirma que restringiu suas atividades. "Não esperava que isso pudesse acontecer comigo".

Ivan Hildebrando (PSB) ressaltou que os vereadores devem pedir apoio aos deputados estaduais e federais de seus respectivos partidos para que auxiliem na busca de recursos financeiros para a área da segurança pública do município. Ele comentou que além da falta de efetivo policial e de viaturas, a estrutura física dos distritos da cidade não apresenta as condições mínimas de funcionamento. O parlamentar ainda afirmou que a Câmara precisa atuar de forma mais integrada com os membros do Conselho Comunitário de Segurança Pública (Conseg).

Rafael Tucla (PT) sugeriu que a Câmara, por meio de um projeto legislativo, crie uma Comissão Permanente de Segurança Pública. Já Ricardo Queixão (PDT) propus que uma nova reunião fosse agendada, dessa vez, com a participação do prefeito Ademário Oliveira, para que o Executivo tome conhecimento das necessidades das autoridades policiais do município.

Antonio Sérgio Messias, delegado titular do município, afirmou que trabalha com a ideia de criminalidade controlada, uma vez que "zerar os crimes" é utopia. Ele disse que vê com naturalidade a cobrança em relação à polícia, mas considera que quando o trabalho é exitoso, a sociedade precisa reconhecê-lo e valorizá-lo. Messias comentou sobre o episódio do jovem turista, que foi morto após ser atingido por uma pedra, na altura do km 59 Rodovia dos Imigrantes, na ocasião, o caso foi rapidamente solucionado, resultando na detenção dos criminosos.

Wanderley Mange, delegado titular do 3º DP, afirmou que o bairro do Jardim Casqueiro precisa urgentemente da instalação de uma Companhia da Polícia Militar. O delegado ainda disse que a criação da Guarda Municipal e o videomonitoramento são medidas que ajudariam a reduzir a criminalidade no município.

Também participaram da reunião os delegados Angel Gomes Martinez (titular do 2º DP) e Leyner Anache (delegacia de Defesa da Mulher de Cubatão), e os vereadores Toninho Vieira (PSDB), Roxinho (PMDB), Sérgio Calçados (PPS), Dr. Anderson Veterinário (PRB), Érika Verçosa (PSDB) e Cleber do Cavaco (PRB).

Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples. Endereços web e e-mail são transformados em links clicáveis.