Parlamentares se reúnem com funcionários demitidos da extinta Cursan

A situação dos funcionários demitidos da extinta Companhia Cubatense de Urbanização e Saneamento Básico (Cursan) foi o assunto de uma reunião dos parlamentares com os trabalhadores da antiga autarquia, durante a sessão de ontem (22/08). O presidente da Câmara, Rodrigo Alemão (PSDB), garantiu que o Legislativo está pressionando o Executivo para que o mesmo envie o mais rápido possível o projeto que autoriza a abertura de crédito suplementar e, assim, garanta o pagamento de todos os débitos trabalhistas.

Os trabalhadores da Cursan comentaram que já estão esperando há meses o pagamento da rescisão e do 13º salário. Eles questionam também o processo de fechamento da autarquia municipal. Segundo os funcionários, não foi feita assembleia nem consulta pública para que a empresa fosse extinta formalmente.

Rodrigo Alemão informou que existe a possibilidade de o Legislativo ajudar o Executivo para pagar o 13º salário dos funcionários da Cursan. A Câmara Municipal estuda adiantar a devolução de recursos, que historicamente ocorre no final do ano. O parlamentar ainda se comprometeu a dar celeridade ao projeto de lei que abre o crédito suplementar, assim que for encaminhado pela Prefeitura.

A Cursan é uma empresa mista e possui participação da administração municipal. Segundo o atual governo, as dívidas na autarquia passavam de R$ 100 milhões, o que acabou contribuindo para o encerramento das atividades da companhia.

Atualizado em 23/08 às 20h00

Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples. Endereços web e e-mail são transformados em links clicáveis.